Noticias em eLiteracias

🔒
✇ The Serials Librarian

Accepting Free Content during the COVID-19 Pandemic: An Assessment

Por Kristy Lynn White — 20 de Setembro de 2021, 08:10
.
✇ Cuadernos.info

Árbitros del último año

Por Cuadernos. Info — 13 de Setembro de 2021, 15:32
✇ Cuadernos.info

Cuadernos.info en su número 50

Por Rayén Condeza Dall’Orso — 13 de Setembro de 2021, 03:00
✇ Cuadernos.info

Periodismo colombiano en Twitter: usos de la herramienta en el ejercicio de la profesión

Por Liliana Gutiérrez-Coba — 11 de Agosto de 2021, 04:00

Esta investigación busca establecer cómo los periodistas colombianos utilizan Twitter para buscar información, construir los mensajes y crear comunidades. En el estudio 300 periodistas de 120 medios participaron en una encuesta, se realizaron 20 entrevistas a profesionales y un análisis de contenido a publicaciones en Twitter durante 2018 y 2019.  Los resultados permiten establecer que, pese a las variadas posibilidades que ofrece esta plataforma para elaborar mensajes informativos innovadores y multimediales, la mayoría de los periodistas participantes en el estudio no las utiliza, ni busca generar interactividad y comunicación bidireccional con sus audiencias. 

✇ Investigación Bibliotecológica: archivonomía, bibliotecología e información

Lectura y conocimiento en Bibliotecología

Por Héctor Guillermo Alfaro López — 4 de Outubro de 2021, 00:00

Se busca comprender cómo se despliega cognoscitivamente la lectura a través del campo bibliotecológico, principalmente en la educación y la investigación, para lo cual se implementan los conceptos mediadores, intermediadores y traducción del sociólogo Bruno Latour. Los intermediadores consisten en las acciones que transportan contenidos sin que sufran cambios; así, la lectura concebida como intermediador ha predominado en el campo bibliotecológico y además está determinada por la objetividad. Los mediadores transforman la significación de sus contenidos al pasar por la traducción. La lectura como mediador conlleva la transformación de la información en conocimiento diferente o nuevo al ser traducido por mediación del planteamiento de problemas y preguntas al texto, lo cual propicia una lectura signada por la subjetividad y que puede constituirse en factor de transformación cognoscitiva del campo bibliotecológico.

✇ Investigación Bibliotecológica: archivonomía, bibliotecología e información

Repercusión altmétrica y tipo de acceso en artículos peruanos de Ciencias Sociales

Por Joel Alhuay-Quispe — 4 de Outubro de 2021, 00:00

El artículo analiza el impacto en medios sociales de artículos peruanos del área temática de las Ciencias Sociales a través de la repercusión mediática en fuentes altmétricas y el tipo de acceso en el que se publican. Se analizan 1 186 artículos con filiación de instituciones peruanas recuperados de la base de datos Scopus (2011-2020), para lo cual se emplearon seis (6) indicadores altmétricos de Altmetric y citas de Dimensions. El método de análisis compara la repercusión altmétrica en relación con el tipo de acceso: abierto o restringido, en cinco áreas temáticas de las Ciencias Sociales: Artes y Humanidades, Negocios y Contabilidad, Ciencias de la Decisión, Economía y Finanzas, y Psicología. Los resultados muestran una alta correlación entre lecturas en Mendeley y citas de Dimensions (r = 0.797), y que existe una diferencia significativa por el tipo de acceso a la publicación en las menciones provenientes de Facebook (p = .000) y Twitter (p = .005). El estudio concluye que existe una mayor tendencia por parte de los autores peruanos que abarcan temas de Psicología en publicar sus artículos en acceso abierto, otorgándoles mayor visibilidad en Mendeley y Dimensions.

✇ Investigación Bibliotecológica: archivonomía, bibliotecología e información

Evolución de la comunidad académica en el área de informetría en México: 1971-2018

Por María Elena Luna-Morales — 4 de Outubro de 2021, 00:00

Se estudia la evolución de la comunidad mexicana de investigadores activos en el campo de los estudios de informetría en el periodo 1971-2018. Los datos bibliométricos se recuperaron de 10 bases de datos distintas. Se registraron 938 documentos con un total de 2 121 autores afiliados a instituciones mexicanas. Sin embargo, 42.2 % de ellos tiene una producción de investigación escasa durante este periodo. Los perfiles de producción de la muestra completa están organizados de acuerdo a las publicaciones y citas de académicos mexicanos, líneas de investigación de los autores, evolución del número de académicos locales y extranjeros, número de académicos activos y no activos, miembros del Sistema Nacional de Investigadores y disciplinas científicas. Nuestros hallazgos indican que una alta proporción de los autores (54.5 %) son miembros del Sistema Nacional de Investigadores. La muestra de autores incluye académicos de diferentes áreas del conocimiento, y la más prolífica corresponde a profesionales de la bibliotecología y las ciencias de la información. Existe una tendencia creciente en su producción investigadora, específicamente en el periodo 1990-2018, pero la red de colaboración se estructura con un conjunto mínimo de nodos dominantes.

✇ Investigación Bibliotecológica: archivonomía, bibliotecología e información

Servicios accesibles a todos los usuarios en las bibliotecas universitarias españolas: estado de la cuestión

Por David Domingo Pàmies — 28 de Setembro de 2021, 00:00

Hasta el momento, las universidades han centrado la atención a la discapacidad en el ámbito de la docencia mediante la puesta en marcha de programas o planes que contemplan la adquisición de software específico, medidas de ayuda a la docencia y la contratación de personas de acompañamiento, entre otras estrategias. Sin embargo, los servicios universitarios, como, por ejemplo, los ofrecidos por las bibliotecas, no han mostrado el mismo nivel de adaptación. A diferencia de lo que ocurre con las bibliotecas públicas, la bibliografía centrada en accesibilidad y servicios inclusivos en bibliotecas universitarias o CRAI es muy escasa. Este trabajo pretende paliar esta carencia a partir del estudio bibliográfico y posterior análisis cualitativo de las necesidades de los usuarios con discapacidad y su atención en las bibliotecas públicas, para después revisar las buenas prácticas y los servicios específicos prestados por las universidades y sus respectivos CRAI tal como se difunden en las páginas web de cada una de ellas. Aunque el marco legal y normativo fija pautas genéricas para garantizar la accesibilidad física y a los servicios bibliotecarios, este artículo pretende concretar dichas pautas para adaptarlas a las circunstancias específicas de las bibliotecas universitarias.

✇ Investigación Bibliotecológica: archivonomía, bibliotecología e información

Algoritmo para el análisis temático de documentos digitales

Por Luis Roberto Polo Bautista — 27 de Setembro de 2021, 21:52

El objetivo del artículo es presentar un algoritmo para asignar áreas temáticas a documentos digitales que sirva como herramienta de apoyo al análisis temático dentro de la organización de la información, con el fin de ser implementado en el desarrollo de vocabularios controlados. La metodología utilizada consistió en aplicar el Reconocimiento Óptico de Caracteres (ROC) y la Asignación Latente de Dirichlet (ALD) como las principales herramientas para el desarrollo de un algoritmo basado en el lenguaje de programación Python, que permite la lectura de archivos con extensión PDF para la obtención de los principales temas del corpus textual. Los resultados de la aplicación del algoritmo demuestran su utilidad en el área de la indización como un sistema para identificar y extraer temas relevantes de un documento específico en formato electrónico, permitiendo la automatización de procesos por parte del profesional de la información. De esta forma, se concluye su uso como desarrollo de puntos de acceso alternativos en función del contenido de los textos.

✇ Revista ACB

Bibliotecas universitárias e usuários surdos: adequação de serviços e produtos

4 de Outubro de 2021, 17:04

Analisa os serviços e/ou produtos oferecidos pela Biblioteca José de Alencar da Faculdade de Letras (BJA/FL) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para estudantes surdos da Instituição. Pesquisa de caráter exploratório e quali-quantitativo, adotando-se pesquisa bibliográfica e documental e de questionário como método de coleta de dados. Identificou que a BJA/FL oferece poucos serviços ou produtos voltados para os estudantes surdos. Evidenciou a demanda por profissional que saiba Libras na biblioteca. Recomenda a busca por informações acerca da comunidade surda; a capacitação em Libras e a divulgação de serviços e produtos com enfoque nos estudantes surdos.

✇ Revista ACB

Modelo de fluxo da informação para estudantes internacionais: um estudo no Setor de Acolhimento da Universidade Federal de Minas Gerais

4 de Outubro de 2021, 17:04
O processo de internacionalização das universidades exige um trabalho de gestão da informação aplicado aos departamentos internos dessas instituições. O objetivo deste estudo é contribuir para melhorias do processo de internacionalização realizado pelo Setor de Acolhimento e Programa Bem-Vindo da Universidade Federal de Minas Gerais, por meio de uma proposta de modelagem do fluxo da informação desse setor, considerando a opinião de autores renomados da área de Ciência da Informação e a aplicabilidade dessa modelagem no contexto de trabalho das instituições. Metodologicamente, recorreu-se à Design Science Research, tendo em vista propor melhorias ao trabalho interno do setor investigado e possibilitar a integração entre as equipes de trabalho e entre os estudantes internacionais e brasileiros. Os resultados possibilitaram modelar o fluxo da informação, que foi avaliado pelo setor, mediante a aplicação de um questionário. Concluiu-se que o desenvolvimento desse modelo é viável e benéfico, entretanto, faz-se necessário que as atividades sejam revisadas com a equipe e o fluxo de informação refeito por meio de um software de Business Intelligence.
✇ Revista ACB

Editorial

4 de Outubro de 2021, 17:04
✇ Revista ACB

Praça XV e suas representações: fonte de informação e memória da história de Florianópolis

4 de Outubro de 2021, 17:04

A Praça XV de Novembro em Florianópolis, Santa Catarina, é uma fonte de informação aberta, proporcionando debates sobre a representação de fatos e o silenciamento de muitos. A presente pesquisa pretende, por meio da história da Praça XV de Novembro, conhecer uma história que está no silêncio do esquecimento. Pesquisa bibliográfica e descritiva, com abordagem exploratória in loco, com base em pesquisas sobre memória, lembranças, lugares de memória e monumentos e fontes de informação não bibliográficas. As representações que compõem a Praça são o Monumento aos voluntários catarinenses na Guerra do Paraguai e dos bustos de Cruz e Souza, José Boiteux; Victor Meirelles e Jerônimo Francisco Coelho. Observar a Praça XV de Novembro como um espaço público, na qual tem a função pedagógica de um lugar de memória, possibilita o conhecimento de histórias que não deveriam ser esquecidas, para tanto é preciso repensar os seus monumentos e o enaltecimento às figuras controversas. Para isso é preciso se atentar as narrativas que ali foram esquecidas e silenciadas e fazer desse espaço um ambiente de aprendizagem, e não só de estética.

✇ Revista ACB

Produtividade científica sobre nanotecnologia (2007-2019)

4 de Outubro de 2021, 17:04

O estudo é de natureza quantitativa-descritiva, realiza uma pesquisa bibliométrica sobre publicações científicas em nanotecnologia no período entre 2007-2019, nos arquivos da base de dados da Web of Science, objetivando conhecer a produção científica sobre o tema, a taxa de crescimento da literatura, a distribuição geográfica e os títulos de artigos e autores mais produtivos. Para a coleta dos dados utiliza a metodologia adotada por Nazim e Ahmad (2008) que realizaram a mesma pesquisa para o período 1991-2006. Os resultados demonstram um crescimento na literatura de 624,93% na comparação entre os dois períodos. Liu Y da China desponta como primeiro autor participando na elaboração de 142 artigos científicos.

✇ Revista ACB

Sala de aula invertida no enfrentamento fake news, desinformação e infodemia em época de Covid-19

4 de Outubro de 2021, 17:04
O presente trabalho visa à apresentação do relato de experiência com o uso da metodologia ativa denominada ‘sala de aula invertida’, como proposta para uma intervenção pedagógica. Teve como objetivo apresentar o conceito de Fake News, desinformação e infodemia; e, as estratégias para identificação e não disseminação de informações falsas, sob o viés da competência em informação, e na perspectiva da educação profissional e tecnológica, para estudantes do curso técnico, integrado ao ensino médio, do Instituto Federal Goiano. A pesquisa, de abordagem qualitativa, descritiva, teve a fundamentação teórica baseada em revisão de literatura, apoiada no estudo de caso, para relatar uma situação do contexto real. Por fim, considera a sala de aula invertida como possibilidade para o ensino remoto, evidencia que estratégias de buscas informacionais e senso crítico são essenciais para a identificação de informações falsas, as quais podem impactar diretamente na vida das pessoas, sugerindo a necessidade do desenvolvimento ou aprimoramento da competência em informação para a utilização de informações de maneira ética e comprometida com a sociedade.
✇ Revista ACB

A ciência pura e aplicada da ciência da informação

4 de Outubro de 2021, 17:04
Apresenta-se a resenha do livro Ciência da Informação: visões e tendências, publicado em 2020, pela Imprensa da Universidade de Coimbra. A obra foi construída a partir de estudos de 17 docentes e pesquisadores de cinco países diferentes e coordenadas por Maria Beatriz Marques e Liliana Esteves Gomes. O objetivo geral é investigar a CI pela ciência pura e aplicada, fornecendo assim uma fundamentação sólida que contribua para a divulgação científica da área. O livro é constituído de onze capítulos, notando a presença de três idiomas, inglês, espanhol e português, abordando temas como: ciência da informação, áreas correlatas, mercado de trabalho, profissionais da informação, problemáticas e epistemologias da área.
✇ Revista ACB

Normalização e funções arquivísticas: relato de experiência de aprendizagem

4 de Outubro de 2021, 17:04

Este trabalho é resultado de uma experiência de aprendizagem na relação entre a normalização da documentação de arquivo e as funções arquivísticas. Apresenta reflexões sobre algumas normas e sua aplicação na gestão de arquivos. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi o de relacionar o escopo de algumas normas com as funções arquivísticas de produção, classificação, avaliação, aquisição, preservação, descrição e difusão. Apresenta e define cada função e discorre sobre as normas ISO 15489, ISAD (G), ISAAR (CPF), NOBRADE, ISO 9000, ISO 30.300, ISO 19.005 e IEC 26300. Metodologia: Trata-se de pesquisa básica, exploratória e descritiva com as técnicas de pesquisa bibliográfica e documental. Como resultado, tem-se um quadro de normas aplicáveis a cada função arquivística. Conclusões: Conclui que o sucesso da organização de arquivos depende da aplicação das funções arquivísticas e que as normas podem facilitar essa prática.

✇ Revista ACB

Patentes no âmbito da base de dados da Ciência da Informação: exame bibliométrico da produção científica (2010 a 2020) indexada na Brapci

4 de Outubro de 2021, 17:04

As informações contidas em patentes se revelaram de fundamental importância para o desenvolvimento de atividades de inteligência competitiva, subsidiando a garantia legal de inventos ou a adição de algo no processo de invenção e no modelo de utilidade. A pesquisa apresenta uma perspectiva quanti-qualitativa da recente literatura científica na esfera das patentes, apresenta um analítico painel com as publicitações em periódicos da Ciência da Informação. Objetivo: apreender alguns indicadores bibliométricos para situar como o termo patente adentra no espaço das revistas científicas indexadas na Base Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci). Metodologia: utiliza pesquisa exploratória e bibliométrico como estratégia de análise, identificação e apresentação dos resultados e, o diagnóstico pontua três âmbitos: i) levantar o quantitativo de periódicos indexados tratando da temática; ii) identificar os periódicos mais representativos que analisam a temática; iii) descrever o perfil dos autores mais produtivos sobre o tema. Conclusão: revoca como resultado 198 artigos dos quais 119 se enquadram nos parâmetros estabelecidos no recorte amostral de 2010 a 2020. Aponta a constituição de uma rede com 228 pesquisadores e, os principais veículos de publicação da temática envolvem a revista Reciis/Fiocruz – com 15 artigos indexados, e o periódico ‘Perspectivas em Ciência da Informação’– com 10 publicações relacionadas ao tema.

✇ Revista ACB

Dewey e Lewis: a noção de crescimento e o valor da experiência literária para crianças

4 de Outubro de 2021, 17:04

O artigo discute o tema dos fundamentos da crítica da literatura infantil, a partir do pensamento de C. S. Lewis. Destaca a ideia de crescimento, utilizada por Lewis para dar base à sua crítica. Identifica a necessidade de fundamentação teórica para as iniciativas de pesquisa e promoção da leitura no campo da biblioteconomia e da ciência da informação. Recorre à teoria do crescimento de John Dewey a fim de propor a substituição das noções de “criança” e “infância” pela de “imaturidade”, na discussão especializada acerca da leitura literária infantil. Relaciona as ideias de Lewis e Dewey a respeito do crescimento e aponta para o potencial da leitura literária em integrar as diversas modalidades da experiência, promovendo o crescimento da experiência compartilhada.

✇ Revista ACB

Template do próximo número: RACB v. 26, n. 3 (2021)

4 de Outubro de 2021, 17:04
✇ Revista ACB

Gelaterácia: uma experiência de democratização da leitura a partir de bibliotecas comunitárias

4 de Outubro de 2021, 17:04

Este relato de experiência apresenta ações de democratização da leitura denominada de Gelaterácia, Taperoá – Bahia. O desenvolvimento deste relato é próprio de estudos qualitativos. Resultados evidenciam a aprovação dessas Bibliotecas Comunitárias pela comunidade. Conclui-se que a Gelaterácia pode ser uma ação necessária para reverte-se de mecanismo político no combate às diferentes formas de injustiça, por meio do acesso democrático e equitativo à informação, atuando como fonte de democratização do saber que pode gerar desenvolvimento cidadão a quem possa utilizar desse espaço. Esse acesso se mostrou possível e de baixo custo, por isso viável para replicar em outras comunidades.

✇ Revista ACB

A pandemia de COVID-19 e o impacto nos serviços das Bibliotecas Públicas do Estado de Santa Catarina

4 de Outubro de 2021, 17:04

A chegada da pandemia ocasionada pelo vírus COVID-19, no início de 2020, tem causado efeitos alarmantes no mundo todo, modificando a maneira de ser e de agir das pessoas nos diversos segmentos, entre eles, o das bibliotecas públicas. A presente pesquisa constitui-se um estudo de caso, com o instrumento de coleta de dados um questionário com quinze perguntas, com o objetivo de responder a seguinte questão: quais os serviços prestados pelas bibliotecas públicas das dez cidades mais populosas de Santa Catarina foram criados e/ou modificados a partir da pandemia de Covid-19? Os resultados da análise indicam que a maioria das bibliotecas analisadas se adequaram à realidade do momento vivido, criando mecanismos para cumprir com sua função de promotora do conhecimento. De certa forma, a pandemia trouxe a luz o baixo investimento nas bibliotecas públicas no que se refere aos cuidados com as equipes, ao espaço físico que elas ocupam e a ausência de aquisição de novas tecnologias, denotando a realidade na dificuldade de políticas públicas voltadas para o setor.

✇ Science & Technology Libraries

Citation Patterns in Chemistry Dissertations at a Mid-sized University: An Internal Citation Analysis and External Comparison

Por Lisa Rose-Wiles — 15 de Setembro de 2021, 06:42
.
✇ Kathy Schrock's Kaffeeklatsch

Logitech's Tools for Schools

Por Kathy Schrock — 21 de Agosto de 2021, 20:16

Logitech for Education is targeting some of their tools specifically for schools. Three that I got to try out are the Logitech Crayon, the Logitech H390 USB Headset, and the Logitech C270 HD Webcam.

LOGITECH CRAYON

The Logitech Crayon has been around for a few years and many iPad schools already use them. If you are not familiar with it, the Logitech Crayon is a rugged, rechargeable drawing tool for the iPad which, in iPad apps that support it, includes a variable line weight, similar to a "real" pencil. It is built using the Apple Pencil technology. When a student angles the Logitech Crayon down a bit, the line one is drawing gets darker and thicker. Another useful feature of the Logitech Crayon is the "palm rejection" feature which ignores stray screen touches.



The Logitech Crayon works seamlessly with the iPad. Simply press a button to turn it on and it ready to write with. There are no delays to get started!

The Logitech Crayon runs for 7.5 hours of writing/drawing time per charge. And, to conserve battery life, it powers off after 30 minutes of non-use. There is also a battery life indicator light which will give the user a clue as when it it time to charge the Logitech Crayon. Charging the Logitech Crayon is easy-- just plug a lighting cable attached to your computer or small charger into the top of the device, as seen below. And the Logitech Crayon charges fast, too!




Having a stylus for each student with an iPad is important. We all know using a finger to draw on a tablet screen does not produce good results. With the 
Logitech Crayon, students can be precise when making a sketch of a science lab result, drawing a prototype of a 3D object they want to design, painting a picture to use in a video or digital story, or even taking notes in their own hand, and, when using a note-taking app like Nebo, Notablity, or Microsoft's OneNote, and convert their handwriting directly into text.

The Logitech Crayon works with many of the apps teachers and students use on the iPad. I happen to use it most with Procreate and Inkflow when I am sketchnoting, since the line weights make a difference in my sketchnote process. Here are a few of many other apps that work with it.



The current iPads that are compatible with the Logitech Crayon include, once they are updated to at least iOS 12.2

  • iPad Mini (5th gen)
  • iPad Air (3rd and 4th gen)
  • iPad (6th, 7th, and 8th gen)
  • iPad Pro 11" (1st and 2nd gen)
  • iPad Pro 12.9" (3rd and 4th gen)



*************************************************************************

LOGITECH H390 HEADSET

One of the big problems with students creating in a classroom is the noise level. Educators have come up with creative solutions to allow students access to a quiet space in which to audio record a podcast, the narration for a digital story, or even have a Zoom or Google Meet video conference.  I have seen large cardboard boxes, lined with foam, and set up so students can record with al least some of the noise of the classroom filtered out. Educators send students into the hallways to record at times. Some classrooms line the walls with commercial acoustic tiles, which are intended to decrease the noise levels. Other ideas include sending the students who need to record to the band room and using one of the practice rooms to record in. Here are some unique set-ups creative teachers have devised!

Julie Smith set-up a portable recording studio in her kindergarten classroom.



Mrs. Q showcases her recording booths on Instagram.



As all educators know, however, there are very few places in a school setting that are quiet. To eliminate most of the educator stress that comes along with trying to facilitate a recording process, a logical solution is having a headset for each student. By having a microphone close to their mouth and the audio being heard through the headphones, students will have the ability to record with little background noise.

I have used Logitech branded headsets for years and still do. Coincidentally, before being asked to review the Logitech H390 USB Headset, I ordered this same headset to use for my recordings and video conferencing use! I chose it because it was an on-ear headset (not over-the-ear) and had a noise cancelling mic. And the sound quality of the Logitech H390 USB Headset is excellent, as you can hear in this recording I made on a Chromebook. I used Vocaroo, the educator's favorite online audio recorder, to create the recording.

Here is the QR code to the recording in case you want to access the recording this way.



The Logitech H390 USB Headset has a ton of features packed into a very affordable headset for schools. Of course, IMHO, the best feature for the classroom, after the low cost, is the noise-cancelling feature of the boom mic.


Since I am a Mac user, I do not have any USB-A ports on my MacbookPro M1, only USB-C ports. I use a female USB-A adapter to USB-C adapter so I can plug my Logitech H390 USB Headset into my MBP. By the way, I discovered a long time ago audio is much cleaner with a USB headset connection than the standard 3.5mm headphone jack found on computers.

I also discovered I can use the Logitech H390 USB Headset with that same adapter to record audio with my iPadPro 12.9" (5th generation) since it has a USB-C connection, too!


In addition to students recording with the headset, the boom mic on the Logitech H390 USB Headset can be flipped up, and students can be listening to an instructional video, searching for royalty-free music to add to a video they are creating, working in an online tutorial, or searching for famous speeches for an assignment. With a headset on, students can all be working on separate projects without disturbing others.

***********************************************************************************
 
LOGITECH C270 HD WEBCAM


Almost every computer and Chromebook come with a webcam. However, at times, the quality may not be very good. The Logitech C270 HD Webcam strives to solve that problem at a low cost. It is a basic webcam with a built in microphone. It works with Windows computers, Mac computers, Android devices, and Chromebooks and has a USB-A connector.
























The Logitech C270 HD Webcam has a simple way of attaching to a computer for use. The webcam sits on the top of the laptop or monitor and the adjustable universal clip allows the device to be used with any computer by simply adjusting the moveable component to rest on the back of your monitor.


One of the best features of the Logitech C270 HD Webcam for a school setting is the 55° wide angle view of the camera, which makes it easier for two students to create a recording while sitting next to one another and also for taking photos or videos.

The Logitech C270 HD Webcam has a built-in noise-reducing mono microphone, a maximum resolution of 720p and 30 frames per second. and the device has been tested to withstand cleaning and disinfecting between each use. It also has a special feature called "RightLight" which adjusts to various lighting conditions to produce the best look for the speaker.

Here are two photos which compare the Chromebook webcam and the Logitech C270 HD Webcam "RightLight" feature. I took these two screenshots one right after the other.


You can see that the Logitech C270 HD Webcam both brightened my face and zoomed in on it, too! Here is a good online tutorial on how to use an external webcam with a Chromebook.

I then opened a Zoom meeting and recorded both audio and video first with the Logitech C270 HD Webcam and then with the internal webcam and microphone. You can definitely see the difference in the video and the air-conditioner hum is not as loud using the Logitech C270 HD Webcam. (I used my iPhone to record the Chromebook screen.)


Using the Logitech C270 HD Webcam



Using the Chromebook internal webcam and mic


So, take the time to visit the Logitech for Education site and learn more about the Logitech Crayon, the Logitech H390 USB Headset, and the Logitech C270 HD Webcam. These hardware devices can really enhance student creation!

Logitech sent me these three items in return for writing an honest review of the capabilities of them.
















✇ Science & Technology Libraries

A Nanoreview of Nanoscience

Por Meredith Ayers — 18 de Agosto de 2021, 04:17
.
❌