Noticias em eLiteracias

🔒
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Prémio Mundial da Liberdade de Imprensa UNESCO / Guillermo Cano 2022 - Candidaturas abertas

17 de Janeiro de 2022, 16:35

Encontram-se abertas as candidaturas para o Prémio Mundial da Liberdade de Imprensa UNESCO/Guillermo Cano. 

Candidaturas

As candidaturas devem ser apresentadas à Comissão Nacional da UNESCO até ao dia 7 de fevereiro de 2022 que fará seguir para a UNESCO (prazo limite: 15 de fevereiro de 2022). 

formulário deverá ser preenchido em inglês ou francês. 

Prémio

Num montante de 25 000 USD, este prémio visa “distinguir uma pessoa, organização ou instituição que tenha contribuido significativamente para a defesa e/ou promoção da liberdade de imprensa em todo o mundo, em particular se tiver corrido riscos para tal”.

Este Prémio foi instituído pelo Conselho Executivo da UNESCO, em 1997, em honra de Guillermo Cano, jornalista colombiano morto no exercício da sua profissão.

Entrega do prémio

Em 2022, a entrega do Prémio está prevista para o dia 3 de maio por ocasião do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa 2023, que  terá lugar em Punta del Este, Uruguai.

Saiba mais em: https://en.unesco.org/news/unesco-seeking-nominations-unescoguillermo-cano-world-press-freedom-prize-2022 

✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Call for nominations: 2022 UNESCO-Russia Mendeleev International Prize in the Basic Sciences

Por i_brugnon — 17 de Janeiro de 2022, 15:29
English
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Aberto o Concurso para a Rede das Escolas Associadas da UNESCO “A Expedição que falta”

17 de Janeiro de 2022, 13:06

a expedicao que falta logo

 

No âmbito da Década Internacional para a Aproximação de Culturas 2013-2022 e das Celebrações do V Centenário da Viagem de Circunavegação Fernão Magalhães | Elcano

A Comissão Nacional da UNESCO e a Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Viagem de Circunavegação, lançou o concurso integrado no âmbito da Década Internacional da UNESCO para a Aproximação de Culturas 2013-2022 e das Celebrações do V Centenário da Viagem de Circunavegação: A expedição que falta.

O concurso é dirigido aos alunos da Rede das Escolas Associadas da UNESCO em (3) três categorias - intervenção artística (1º ciclo); escrita criativa (2º e 3ºs Ciclos) e audiovisual (secundário).

São principais objetivos deste concurso, de entre outros, promover o conhecimento de Fernão de Magalhães e as características inovadoras da sua missão; incentivar ideais de solidariedade, desenvolvimento, sustentabilidade e prosperidade, valores basilares da Comemoração da Viagem; promover as artes e a criatividade, incentivando uma maior consciencialização para a diversidade das expressões artísticas e, promover a imaginação e a criatividade dos alunos, desafiando-os a conceber a "Expedição que falta", onde os alunos são convidados a sonhar esta viagem|expedição, estimulando a produção de criações livres, a imaginação e o fantástico.

pdf icon site Regulamento 

pdf icon site  Ficha de Inscrição 

✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Abertas inscrições para a I Conferência sobre Happy Schools em Portugal – da Formação à Intervenção

14 de Janeiro de 2022, 15:26

Terá lugar no dia 12 de março de 2022, no Agrupamento de Escolas Vergílio Ferreira, em Lisboa, a  I Conferência sobre Happy Schools em Portugal – da Formação à Intervenção.

Link para inscrição:

I Conferência sobre Happy Schools em Portugal - Da Formação à Intervenção - Atlântica - Instituto Universitário (uatlantica.pt)

www.uatlantica.pt

Limite de inscrições para participação presencial: 100.

Inscrições para participação online: Sem limite.

Os formandos dos Cursos Happy Schools têm acesso grátis na modalidade online.

O projeto “Escolas Felizes” é composto por 22 critérios sob 3 categorias – Pessoas, Processo e Lugares e oferece uma visão de educação de qualidade que vai para além da predominância de indicadores cognitivos ou académicos, como as notas das provas ou conteúdos dos manuais. Em vez disso, o projeto “Escolas Felizes” promove habilidades não cognitivas, atitudes, valores e competências, como a felicidade, o bem -estar, a aprendizagem social e emocional, a empatia e a interdependência. Essa abordagem, amplia os compromisso da UNESCO no pilar “Aprender a Viver Juntos” e “Aprender a Ser”, enfatizando o papel da educação em permitir que os alunos alcancem o seu máximo potencial e se tornem membros de uma comunidade. Nesta visão holística de educação e aprendizagem, felicidade e bem-estar são vistos como fundamentos cruciais para alcançar resultados de aprendizagem de qualidade em todos os aspetos.

Mais informação em:

https://bangkok.unesco.org/content/happy-schools-framework-learner-well-being-asia-pacific

https://bangkok.unesco.org/index.php/content/well-being-counts-better-learning-lessons-asia-pacific-happy-school-framework-and-covid-19

https://bangkok.unesco.org/content/happy-schools-guide-and-toolkit-resource-happiness-learners-well-being-and-social-and

 

i conferencia happy schools cartaz a3 2022

✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Call for applications: Masters programme on the sustainable management of protected areas and forest ecosystems in Africa

Por i_brugnon — 14 de Janeiro de 2022, 09:08
English
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Chamada para artigos e podcasts no âmbito do 50º aniversário da Convenção do Património Mundial

12 de Janeiro de 2022, 10:54

No âmbito do 50.º aniversário da Convenção do Património Mundial, em 2022, a UNESCO lançou um programa de um ano para galvanizar reflexões profundas sobre o futuro do património intitulado "Os Próximos 50: o Património Mundial como fonte de resiliência, humanidade e inovação". Como parte deste esforço, a UNESCO estabeleceu uma parceria com o ‘The Conversation’ (https://theconversation.com/)  para outorgar artigos e podcasts em áreas temáticas fundamentais.

Saiba mais sobre o processo em  https://whc.unesco.org/en/news/2363/

✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO and Uruguayan universities call for papers for 2022 Academic Conference on Safety of Journalists

Por n_denissova — 11 de Janeiro de 2022, 14:17
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO hosts international conference to address growing concern on water access in urban centres globally

Por ac.ayuk-besong@unesco.org — 10 de Janeiro de 2022, 20:42
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO Transcultura Programme trains Caribbean facilitators for blended teaching

Por e_suarez — 10 de Janeiro de 2022, 17:01
English
La Universidad de las Indias Occidentales cuenta con una gran experiencia y experticia en la oferta de cursos de capacitación en toda la región del Caribe. Foto: UWIWOC
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

UNESCO apela a uma melhor supervisão da educação privada para reduzir as desigualdades - Relatório Mundial de Monitorização da Educação da UNESCO (GEM) 2021-2022: agentes privados na educação: Quem escolhe? Quem perde?

7 de Janeiro de 2022, 12:10

noticia relatorio mundial educacao

O Relatório Mundial de Monitorização da Educação da UNESCO (GEM)  alerta para a crescente desigualdade e exclusão devido aos elevados custos da educação privada e à falta de regulamentação por parte dos governos. Este documento preconiza cinco medidas para assegurar uma educação de qualidade para todos.

A nível mundial, 40% dos alunos do ensino pré-escolar, 20% dos alunos do ensino primário e 30% dos alunos do ensino secundário e do ensino superior frequentam estabelecimentos de ensino privados. Contudo, o novo relatório da UNESCO revela que muitos países carecem de regulamentação adequada em matéria de educação privada ou da capacidade de fazer aplicar, o que pode prejudicar a qualidade da educação e aumentar o fosso educacional entre ricos e pobres.

O Relatório analisa os agentes não estatais em todos os sistemas educativos, desde escolas geridas por organizações religiosas, ONGs, organismos filantrópicos ou entidades comerciais com fins lucrativos a todos aqueles que prestam serviços no setor da educação. Vários países permitem que estas escolas, na sua maioria sem licença para funcionar, o façam sem qualquer regulamentação.

Revela que apenas 27% dos países proíbem explicitamente a obtenção de lucros nas escolas primárias e secundárias, facto que contraria a visão de uma escolaridade gratuita para todos durante 12 anos. Apenas mais de metade dos países proíbem processos de seleção de alunos nas escolas. Apenas 7% dos países têm quotas para melhorar o acesso dos alunos desfavorecidos às escolas através de diversas medidas. Apenas metade dos países adotaram uma regulamentação para o ensino privado.

Consequentemente, as famílias dos países menos desenvolvidos gastam uma parte desproporcionada dos seus rendimentos na educação dos seus filhos. Em países de baixo e médio-baixo rendimento, as famílias gastam 39% dos seus rendimentos com despesas de educação, em comparação com os 16% que se verificam em países com rendimentos mais elevados.

Este Relatório, intitulado “Quem escolhe? Quem perde?” demonstra que, simultaneamente, a educação pública nos países de baixos rendimentos acarreta custos ocultos significativos. A título de exemplo, uma análise de 15 países de baixo e médio rendimento concluiu que os uniformes e os materiais escolares representam quase dois quintos das despesas de educação do agregado familiar.

Tal facto exige que 8% das famílias nos países de baixo e médio rendimento contraiam empréstimos para pagar a escolaridade dos seus filhos.

A UNESCO apela aos países para que avaliem a regulamentação existente e faz cinco recomendações para colocar a equidade no centro das suas ações:

- Redobrar os esforços para garantir o acesso gratuito e com financiamento público a um ano de pré-escolar e 12 anos de ensino primário e secundário para todas as crianças e jovens. No entanto, um em cada três países gasta menos de 4% do PIB ou menos de 15% da despesa pública total em educação, que são os valores mínimos acordados internacionalmente.

- Estabelecer padrões de qualidade aplicáveis a todas os estabelecimentos de ensino estatais e não estatais, uma vez que sistemas paralelos com diferentes requisitos, materiais e condições de trabalho têm um impacto negativo na construção de um sistema de educação coerente para todos os alunos.

- Reforçar a capacidade dos governos para controlar e fazer cumprir a regulamentação. Na prática, muitas regras são mal definidas ou insuficientemente aplicadas, deixando brechas abertas à má conduta. Os governos devem estabelecer uma relação de confiança com os fornecedores não estatais, encorajando-os a registarem-se, eliminando a arbitrariedade das regras e proporcionando-lhes incentivos adequados para gerirem as suas escolas de forma eficaz em benefício dos estudantes.

- Incentivar a inovação para o bem comum e reunir todos os atores que a desenvolvem. Os governos devem trabalhar em parceria com todos os atores da área da educação para aprender, adotar e avaliar boas práticas assim como para fornecer recursos que permitam aos profissionais partilharem as suas experiências e estabelecerem programas-piloto de forma a expandirem essas boas práticas.

- Proteger a educação de interesses privados. A manutenção da transparência e integridade da educação pública ajuda a proteger os alunos mais desfavorecidos.

Faça o Download do Relatório:

Relatório Completo (Inglês)

Resumo (Inglês)

Saiba mais em: https://es.unesco.org/news/unesco-pide-mejor-regulacion-ensenanza-privada-reducir-desigualdades

✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Journalist killings decline in 2021 but alarming threats remain

Por t.mallard@unesco.org — 6 de Janeiro de 2022, 10:21
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO and UN System Staff College to support UN field staff in promoting freedom of expression and safety of journalists

Por n_denissova — 5 de Janeiro de 2022, 14:46
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Yemen: Joint statement by OHCHR and UNESCO on two detained staff members

Por m_adjiwanou — 27 de Dezembro de 2021, 20:14
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO and Youth Union in Viet Nam strengthen collaboration

Por th_hoang — 22 de Dezembro de 2021, 10:54
English
UNESCO Office in Viet Nam
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

What you need to know about UNESCO’s Futures of Education report

Por s_cochet — 19 de Dezembro de 2021, 13:30
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

United Nations alert that education should be a clear priority

Por e_caporaso — 21 de Dezembro de 2021, 17:27
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

From learning recovery to the futures of education: Snapshot of UNESCO’s action in 2021

Por s_cochet — 20 de Dezembro de 2021, 15:56
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

43 elements inscribed on UNESCO’s intangible cultural heritage lists

Por t.mallard@unesco.org — 16 de Dezembro de 2021, 16:47
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Just published: Basic income - on data and policy

Por p_van-vucht-tijssen — 15 de Dezembro de 2021, 15:41
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

UNESCO Forum on AI and Education engages international partners to ensure AI as a common good for education

Por s_cochet — 15 de Dezembro de 2021, 13:52
English
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Inscrição das “Festas do Povo de Campo Maior” na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial

15 de Dezembro de 2021, 12:55

A candidatura das “Festas do Povo de Campo Maior” à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade foi hoje aprovada no decurso da 16ª sessão do Comité da Convenção.

As Festas do Povo constituem uma manifestação popular de grande participação da comunidade de Campo Maior, apresentando um conjunto de características singulares, designadamente a soberania da decisão da sua realização ”quando o povo quer”, a organização e preparação das festas a partir de cada rua da vila alentejana, a perícia da comunidade campomaiorense que, ao longo do ano, confeciona os muitos milhares de flores coloridas e originais com que irão ser decoradas as ruas do centro histórico e áreas adjacentes. Durante os cerca de nove dias das Festas, as ruas transformam-se em espaços de convívio e de partilha, atraindo milhares de visitantes.

Este é o nono elemento português inscrito nas Listas da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial. Assim, encontram-se já inscritos na Lista Representativa o “Fado, canção urbana popular de Portugal” (2011), a “Dieta Mediterrânica” (2013), o “Cante Alentejano, canto polifónico do Alentejo, sul de Portugal” (2014), a “Falcoaria, património vivo da humanidade” (2016), a “Produção de Figurado em Barro de Estremoz” (2017) e as “Festas de Inverno: Carnaval de Podence” (2019). Encontram-se incluídos na Lista do Património Cultural Imaterial que necessita de uma salvaguarda urgente a “Manufatura de chocalhos” (2015) e o “Processo de Confeção da Louça Preta de Bisalhães” (2016).

Nesta sessão do Comité do Património Cultural Imaterial foi também reinscrita na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade a “Falcoaria, património vivo da humanidade”, agora numa candidatura multinacional de 24 países.

A 16ª sessão do Comité do Património Cultural Imaterial é transmitida em direto, podendo ser acedida a partir do link http://webcast.unesco.org/events/2021-12-16COM/.

A gravação desta sessão específica (sessão de dia 15/12, a parte relativa às ”Festas do povo” de Campo Maior encontra-se entre as seguintes horas: 4:45:00 e 4:50:00) estará em breve disponível em http://webcast.unesco.org/events/2021-12-16COM/

 

✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Towards a common Artificial Intelligence strategy for Arab States: Digital Inclusion Week 2021

Por n_denissova — 14 de Dezembro de 2021, 15:18
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

Africa’s leaders strongly reaffirm the importance of education, well-being, and sexuality education for adolescents and young people

Por s_cochet — 14 de Dezembro de 2021, 14:19
English
✇ UNESCO - Building peace in the minds of men and women

They call me worm – a German prisoner tells his story in UNESCO writing contest 2021

Por s_cochet — 14 de Dezembro de 2021, 13:30
English
✇ Notícias - Comissão Nacional da UNESCO

Sessão de homenagem aos Diplomatas Salvadores do período da II Guerra Mundial - Ministério dos Negócios Estrangeiros, 10 de dezembro de 2021

14 de Dezembro de 2021, 12:41

Decorreu no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, uma sessão de Homenagem aos Diplomatas Salvadores do período da II Guerra Mundial, organizada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros no âmbito do Projeto Nunca Esquecer – Programa Nacional em Torno da Memória do Holocausto.

O Projeto Nunca Esquecer teve início em 2020, por ocasião do octogésimo aniversário do salvamento de milhares de pessoas pelo então cônsul de Portugal em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes.

Recorde-se que o Livro de Registo de Vistos concedidos por Aristides de Sousa Mendes integrou, em outubro de 2017, a lista de bens inscritos no Programa Memória do Mundo da UNESCO. 

Este livro constitui um testemunho único da II Grande Guerra e do drama vivido por milhares de refugiados obrigados a fugir dos territórios ocupados pelo poder Nazi e que, através do sul de França e da Espanha, conseguiram chegar a Portugal. Cada nome que figura nesta lista lembra-nos de uma vida que foi salva ou, em muitos casos, uma família inteira e, ainda, a coragem de um diplomata, Aristides de Sousa Mendes, cuja consciência e ação revelaram um respeito incondicional pelos Direitos Humanos.

A homenagem do dia 10 de dezembro contou com a intervenção do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Professor Augusto Santos Silva, da Comissária deste projeto, Dra. Marta Santos Pais, e moderação do Presidente do Instituto Diplomático, Embaixador José Freitas Ferraz. 

Após as intervenções, nos claustros do Palácio das Necessidades, junto a uma oliveira, símbolo de continuidade do espírito de proteção da dignidade humana e de solidariedade, foi descerrada uma placa evocando todos os diplomatas que salvaram vidas no contexto da II Grande Guerra, entre os quais avultam Aristides de Sousa Mendes, Carlos Sampaio Garrido e Alberto de Lis-Teixeira Branquinho.

Gravação do evento: 

 Descerramento da placa de homenagem aos Diplomatas Salvadores Portugueses: 

❌